mãe de adolescente assassinada será ouvida por delegado | Sinop
bem informado

Investigadores do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) já colheram os depoimentos de seis testemunhas sobre o assassinato da estudante Rurye Perossi, 16 anos. A mãe da adolescente também deve ser ouvida pelo delegado do caso, Carlos Eduardo Muniz. “O caso é complexo”, afirmou o delegado ressaltando que ainda aguarda o resultado da perícia para confrontar com dados que sua equipe já colheu até o momento. As investigações apontam que o suspeito estava acompanhado de uma outra pessoa em um VW Gol branco. No entanto, o criminoso ainda não foi identificado e nem a motivação esclarecida. Uma fonte da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) informou que já encaminhou os dados preliminares sobre a morte da adolescente ao delegado. “Já temos uma dinâmica importante sobre o caso. Estes dados só podem ser informados pela autoridade policial”. A polícia também não confirma o calibre da arma utilizada no crime. Conforme Só Notícias já informou, Rurye foi morta com um tiro na nuca, na madrugada do dia 17 deste mês, no bairro Recanto Suíço. A adolescente estava com um grupo de amigos quando o crime ocorreu. Ela não resistiu e faleceu no local. Os demais membros do grupo não foram atingidos. Rurye estudava em um colégio particular do município. A estudante foi sepultada no cemitério local, um dia depois.