Cinco mortos em acidente voltavam de casamento de parente em MT
bem informado

Jovem de 28 anos, a mãe, a irmã e dois sobrinhos dele morreram no acidente.
No acidente, carro parou embaixo de caminhão-pipa após bater em carreta.

As cinco pessoas da mesma família que morreram após um acidente entre uma carreta, um caminhão-pipa e um carro de passeio, na BR-163, entre Lucas do Rio Verde e Nova Mutum, a 360 e 269 km de Cuiabá, na quinta-feira (17), voltavam do casamento de uma parente. O carro de passeio era conduzido pelo advogado Diogo Ferreira Andrade, de 28 anos. A mãe, a irmã e dois sobrinhos dele também morreram no acidente.

Em nota, a Ordem dos Advogados do Brasil em Mato Grosso (OAB-MT) lamentou a morte de Diogo e dos familiares dele.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a concessionária que administra a rodovia informaram que o Uno, onde estava a família, bateu na lateral da carreta e, na sequência, colidiu de frente com o caminhão-pipa.

Os corpos das vítimas estão sendo velados na igreja Assembleia de Deus, em Sinop, a 503 km de Cuiabá. Segundo o amigo das vítimas e pastor da igreja, Amarildo José de Oliveira, a família voltava do casamento de uma parente e seguia para o município de Barra do Garças, a 516 km de Cuiabá.

“Ele [Diogo] ia deixar a irmã, de 26 anos e os dois sobrinhos, de 5 e 9 anos, em casa quando tudo aconteceu. É uma perda muito grande para a igreja. Eles eram muito fieis e sempre ajudavam na nossa comunidade”, disse.

Diogo, a mãe, a irmãs e os sobrinhos morreram no acidente na quinta-feira (17) (Foto: Claudemir de Oliveira/Arquivo Pessoal)Diogo, a mãe, a irmã e os sobrinhos morreram no acidente na quinta-feira (17) (Foto: Claudemir de Oliveira/Arquivo Pessoal)

Diogo era vice-pastor, líder do grupo de jovens e fazia trabalhos na igreja. A mãe dele, de 54 anos, também morreu no acidente. Ainda segundo Oliveira, o jovem estava noivo e se casaria em março do ano que vem. Além de advogado, Diogo era contador e tinha formação em teologia.

A previsão é que os corpos das vítimas sejam enterrados no sábado (19) em Sinop, onde os familiares moram.

fonte:G1